POSTS RECENTES

17 de dezembro de 2011

para pensar nossa condição no planeta.

Com o lema "É preciso romper o silêncio, a  Terra Grita".. os alunos do Curso de Princípios Básicos de Teatro do Teatro José de Alencar montam e encenam a peça teatral PLASTIC WOOD e incorporam de forma vital e real os dilemas de um planeta individualista que vem depredando seus recursos naturais e vem destruindo de forma insana nosso planeta. A mistura de Shakespeare, Patativa do Assaré , Pero Vaz de Caminha e Darcy Ribeira nos dão uma impressão de que temos que mudar hábitos, ideias e costumes para vivermos de forma adequada em um planeta. A transformação do planeta em um mundo de plástico procura viver de forma questionadora o futuro do mundo em que vivemos e tenta dar uma visão de que temos que fazer algo pelo planeta agora. Não é uma visão alarmista , mas uma visão para pensar. Com direção João Andrade Joca e texto produzido coletivamente há uma tentativa de passar mensagens diretas sobre nossa condição no mundo. O coletivo é realçado e valorizado na peça com alto nível de interpretação, cenários impecáveis e arranjos sonoros que contribuem para um aprendizado ambiental valoroso e extremamente crítico e reflexivo.
É inegável a reflexão : O Homem pode viver individualmente, mas só pode sobreviver coletivamente ( VEDAS). Ideal para aulas sobre natureza e vital para um mundo melhor e ambientalmente justo.

Um comentário:

Lúcio Flávio Gondim disse...

Que bom que você gostou do nosso espetáculo! É preciso, sim, romper o silêncio e fazer o grito a favor da 'coletividade' se espalhar! Obrigado por seus comentários, em nome de todo o elenco. Lúcio.