POSTS RECENTES

10 de novembro de 2011

o que você acha da ?

PÃO E CIRCO PARA O POVO ( e pasmem, para professores...)

Os governantes mal intencionados geralmente usam de vários artifícios para enganar o povo e um dos principais é a festa onde muita comida, bebida e música embriagam as pessoas e fazem com que muitos esqueçam as agruras da vida proporcionadas por uma má administração ou pela falta de respeito que estes tem com as demandas sociais. No caso de Fortaleza a festa tem se tornado o principal instrumento de enganação do povo da cidade onde uma boa micareta ou um bom rega – bofes consegue enebriar a todos com muita força e ideologia maligna. No dia 9 de novembro deste ano a Prefeitura de Fortaleza promoveu numa casa de shows da cidade uma grande festa com músicos profissionais , com muita comida e promessa de sorteios em homenagem ao professor pelo seu dia que parece que foi 15 de outubro. Infelizmente muitos professores foram, pois a carência de políticas de cultura acabam levando até professores a participarem de festas sem teor cultural ou qualquer tipo de coerência entre a tal homenagem e à forma com que os professores vem sendo tratados pela atual administração.
A grande questão é que ninguém se lembra que estamos às vésperas das eleições e que agora todos serão “bonzinhos” tentando com que os educadores esqueçam os impropérios proferidos pela própria prefeita e por seus mais ferrenhos defensores em relação ao movimento dos professores e até as agressões em episódios de manifestação na Câmara Municipal onde professores e até jornalistas sofreram o diabo por parte da Guarda Municipal. Vale ressaltar que a mesma prefeita que hoje deu festa nega o Piso Salarial Nacional que é lei, não deixa os professores escolherem seus gestores e não apóia ações pedagógicas eficazes e reais que poderiam se importantes para a educação. Nada contra festas, mas é incoerente massacrar e depois tentar enganar com míseros salgadinhos ou música onde fica provado que temos governantes sem noção do que é governar.
Outra situação grave é que os gestores biônicos das escolas “liberaram” os professores para irem a tal festa e algumas escolas encerraram suas aulas , pasmem, às três horas da tarde, para que os professores pudessem se arrumar para irem a tal festa. Quando os professores necessitam de um tempo para um curso, ida a médico ou para um manifestação de classe a ordem clara é “cortar o ponto”. É ou não é incoerência, mas fazer o que você tem , você pode, você tem...Infelizmente educação política acaba sendo necessidade até de pessoas que se dizem formadas e que mereceriam respeito em todos os sentidos. Mas o respeito deveria vir de si mesmo, se eu não me respeito , quem irá me respeitar, por isso não fui, não vou , não irei e acho que os coerentes também não foram...

2 comentários:

selene disse...

Concordo com você também me recusei a ir a esse circo. Levei spray de pimenta na cara estou repondo aulas quase todos os sábados e estou sem piso incrível como a memória dos nossos colegas professores é muita curta...

BLOG COREAUSIARÁ disse...

Basta o poder balançar a cuia...